Nesta sessão disponibilizaremos as melhores Dicas de saúde, beleza, bem-estar, qualidade de vida e muito mais.

Tenham uma ótima leitura!
 
   
Notícia - Conheça os benefícios do Ballness

Conheça os benefícios do Ballness

O ballness é um conjunto de técnicas de exercícios desenvolvidos a partir do uso terapêutico da bola suíça, que envolve o conceito de funcionalidade acima de tudo; ou seja, desenvolver não somente músculos fortes e flexíveis, mas o gesto forte e flexível. Isso implica em observar o corpo em sua totalidade, não ignorando assim a interdependência entre as cadeias musculares e as relações harmônicas entre força, flexibilidade e equilíbrio, na medida certa.

Como são os movimentos realizados na ginástica?

Os movimentos realizam-se a partir do apoio em um ponto de equilíbrio móvel, que é a bola, elemento que proporciona uma dinâmica diferente aos movimentos. A seqüência dos exercícios segue sempre do simples para o complexo, ou seja, dissociar as partes do corpo auxilia a associá-las nas etapas finais dos exercícios. O ritmo dos movimentos, em geral, é lento, estimulando a conscientização dos mesmos. Porém há diversos movimentos de saltos na bola extremamente dinâmicos, que desenvolvem força e resistência nas coxas e pernas.

Como a bola suíça ajuda nos exercícios?

A bola suíça desempenha o papel de um ponto de apoio móvel, que, por gerar instabilidade, exige a todo instante do sistema neuromotor ajustes finos e dinâmicos da postura, o que ajuda na conscientização dos movimentos e no fortalecimento das musculaturas auxiliares, nem sempre solicitadas em exercícios convencionais. O sistema sensorial de controle muscular para manutenção da postura beneficia-se com estímulos sutis e lentos, proporcionados pela instabilidade. A bola também oferece a dose certa de resistência para o desenvolvimento de força funcional e o conforto nos exercícios dinâmicos, minimizando impactos.

Quem pode praticar o ballness?

O ballness, como qualquer outro método de ginástica, não possui em si restrições, cabendo ao profissional responsável adaptar o método ou limitar as ações desempenhadas pelo cliente. Em situações de recuperação, sugere-se em um primeiro momento exercícios em apoio estável, antes das sessões de ballness. Por ser uma atividade que desenvolve de maneira ímpar o equilíbrio recuperado, faz-se necessário um diagnóstico preciso para as pessoas que sofreram algum trauma ou patologia que envolva o sistema de equilíbrio (visão, aparato vestibulococlear, traumas neurológicos específicos, etc.).

A pessoa que pratica o ballness precisa ter um bom preparo físico?

Não, não é preciso nenhum preparo específico para a atividade. Um bom profissional de Educação Física deverá quantificar a carga de trabalho a ser aplicada nas sessões, adaptando assim o método às condições específicas do cliente. Mesmo nas aulas em grupo, as turmas devem seguir critérios que as tornem as mais homogêneas possíveis.

Como a prática da ginástica atua no organismo?

A ginástica atuará de diversas maneiras no organismo. Em linhas gerais, podemos classificar como capacidades físicas diretamente relacionadas à qualidade de vida: força, resistência, flexibilidade, e como habilidades a coordenação e o equilíbrio. Do ponto de vista da aptidão geral, o desenvolvimento de força funcional, ou seja, de um tônus muscular ótimo e em harmonia com as demais musculaturas, previne problemas posturais e metabólicos, ao mesmo tempo em que o desenvolvimento da flexibilidade preserva a amplitude das articulações e as lesões subsequentes pelo enrijecimento das mesmas.

A resistência muscular e cardiovascular é responsável por manter nossa disposição ao longo do dia, sendo diretamente relacionada à prevenção de doenças cardiovasculares, além de diversos distúrbios fisiológicos causados pelo sedentarismo.

A coordenação e o equilíbrio relacionam-se com a nossa própria satisfação e realização pessoal, quando nos permitem aprender e desempenhar tarefas diversas que nos levam ao sentimento de auto-eficácia e auto-estima.

Quais as partes do corpo que são mais exigidas?

O corpo é solicitado como um todo nas sessões de ballness, entretanto as musculaturas mais profundas do tronco, considerado o “centro de força” de onde partem todas as nossas ações, são sempre exigidas. A musculatura abdominal, o transverso do abdome, intercostais, eretores da espinha, lombar, etc. são ativados para a manutenção das diversas posturas adotadas durante os exercícios. Algumas mudanças na postura são perceptíveis após algumas sessões de ballness; porém, a sensação de bem-estar é nítida logo no início.

Quais os benefícios para o corpo?

Além dos benefícios gerais obtidos pelos métodos de ginástica, a principal benesse desta atividade é a maior consciência de si mesmo. Quando nos confrontamos com nossos limites pessoais e somos desafiados a ultrapassar nossa “zona de conforto” habitual, proporcionada por nossas posturas cotidianas, percebemos como ainda temos muito a ganhar em termos de habilidade e capacidade de nos reequilibrar, mesmo em condições de instabilidade. A percepção de si mesmo (propriocepção) é uma categoria sensorial que nos permite a exata idéia de nossa condição corporal. E é essa categoria sensorial que é estimulada no ballness.

Existem riscos para a saúde?

Os riscos para a saúde são os mesmos de uma prática mal orientada, porém devem ser anunciados. No caso de uma anamnese imprecisa, de pessoas que tenham distúrbios no equilíbrio, podem ocorrer tonturas ou desorientação. Na suspeita desses casos, indica-se o acompanhamento médico.

Quais as dicas e os cuidados que um iniciante na ginástica deve tomar?

A principal sugestão aos iniciantes é paciência e perseverança. A constância é a responsável pelos benefícios. Não se pode pensar em conseguir mais saúde e qualidade de vida da noite para o dia. Uma atenção detalhista aos seus limites e progressos pode fazer as pessoas se sentirem mais capazes e atentas a si próprias. Não ignore suas sensações, procure afinar sua sensibilidade para perceber que dor não é a mesma coisa que o desconforto ou cansaço provocado pelos exercícios. Lembre-se, não há nada mais forte que a força do hábito, portanto, suas sessões de exercícios são compromissos inadiáveis!

A ginástica natural pode ajudar a combater algum tipo de doença?

Sim, podemos listar uma série de doenças hipocinéticas (causadas pelo sedentarismo), desde as patologias mais “orgânicas”, por assim dizer, como as dislipidemias, complicações cardiovasculares (infartos, hipertensão, etc.), diabetes adquirida, entre outras, até as “psicológicas”. No campo destas doenças, os exercícios têm um papel positivo no alívio da ansiedade e do estresse, co-fatores fundamentais no desenvolvimento de diversos distúrbios psicológicos. Neste âmbito, na verdade deve-se destacar que os termos “orgânico” e “psicológico” assumem meramente um caráter didático, pois são domínios que se entrecruzam e cujos limites são indefinidos quando se fala da influência do movimento e da ginástica.

Quantas calorias uma pessoa pode perder com 1 hora de ginástica?

Esta medida dependerá de maneira geral da intensidade programada para a sessão, bem como do gênero, idade e peso corporal do cliente. O apoio da bola minimiza o impacto, poupando as articulações, porém também limita o custo energético necessário à sustentação do corpo. A estimativa de gasto calórico para sessões intensas e muito intensas, de 1 hora de duração para adultos jovens, pode girar entre 450-594 kcal para homens e de 330-440 kcal para mulheres.


< Voltar
 
Rua 24 de Maio, 77 - Galeria R. Monteiro - Loja 10 - CEP: 01041-001 - São Paulo - SP
Telefone/fax: (11) 3223-2788 E-mail: contato@magnavita.com.br
  Copyright © 2006 - Todos os direitos reservados - Magna Vita Homeopatia e Produtos Naturais