Nesta sessão disponibilizaremos as melhores Dicas de saúde, beleza, bem-estar, qualidade de vida e muito mais.

Tenham uma ótima leitura!
 
   
Notícia - Acupuntura pode auxiliar no controle da glicemia

Acupuntura pode auxiliar no controle da glicemia

Originária da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), a acupuntura é um método terapêutico com mais de 5 mil anos que se caracteriza pela inserção de agulhas na superfície corporal, para tratar doenças e promover a saúde. E você sabia que ela pode ser muito útil para quem tem diabetes?

Nosso organismo é formado de matéria e energia e, segundo a MTC, a parte energética circula nos meridianos e nos mantém sadios. Quando ocorre uma alteração no fluxo energético ou no Yin e Yang se estabelece a doença. A ciência demonstrou que a acupuntura estimula a produção de neurotransmissores, ou seja, substâncias produzidas pelas células nervosas, que atuam no cérebro, na medula espinal e nos nervos periféricos que irão atuar na dor, tanto por efeito analgésico, como por um relaxamento muscular, e também no emocional.

Atua no equilíbrio geral do corpo e ativa a circulação do cérebro, em especial o hipotálamo e a glândula pituitária, resultando no equilíbrio do sistema imunológico, como também aumentando a produção e concentração de endorfinas, serotonina no liquor da medula espinal e controle hormonal.

A acupuntura no diabetes auxilia no controle da glicemia, já que ela ativa o sistema endócrino e estimula a produção de insulina. "Vários estudos e a minha experiência têm demonstrado que a acupuntura pode corrigir vários distúrbios metabólicos, como hiperglicemia, sobrepeso, compulsão alimentar, controle do colesterol, atividades alteradas do sistema nervoso simpático e defeito do sinal de insulina, além de outros fatores que contribuem para diabetes, como estresse, depressão, ansiedade, redução de açúcar no sangue em jejum, melhorando assim a resistência à insulina e se mostrando muito eficiente no tratamento da neuropatia diabética, bexiga e gastroparesia", explica a fisioterapeuta e acupunturista Flávia R. Schultz Freire.

Segundo ela, a quantidade de sessões varia para cada paciente, mas em geral é indicado de duas a três vezes por semana. São aplicadas agulhas finíssimas em pontos de acupuntura nos meridianos de acordo com o desequilíbrio do paciente, que é verificado após anamnese que se baseia no pulso, na aparência, no aspecto físico, na língua e em dados colhidos. As agulhas permanecem de 20 a 30 minutos em cada sessão.

Mas é importante salientar que o diabético não deve abandonar de forma alguma o tratamento convencional. "O tratamento é multidisciplinar e o paciente deve ser acompanhado por um endocrinologista, nutricionista, psicólogo, educador físico, e às vezes fisioterapeuta, além do acupunturista", explica ela. Além disso, manter as atividades físicas controladas e a alimentação prescrita é de extrema importância ao paciente diabético.


< Voltar
 
Rua 24 de Maio, 77 - Galeria R. Monteiro - Loja 10 - CEP: 01041-001 - São Paulo - SP
Telefone/fax: (11) 3223-2788 E-mail: contato@magnavita.com.br
  Copyright © 2006 - Todos os direitos reservados - Magna Vita Homeopatia e Produtos Naturais