Nesta sessão disponibilizaremos as melhores Dicas de saúde, beleza, bem-estar, qualidade de vida e muito mais.

Tenham uma ótima leitura!
 
   
Notícia - Cinco maneiras de evitar gripes e resfriados no inverno

Cinco maneiras de evitar gripes e resfriados no inverno

Incidência das duas doenças cresce de 5 a 7% nos meses mais frios do ano.

Durante os meses de inverno, a incidência de gripe e resfriado aumenta de 5 a 7%, segundo o Departamento de Influenza e Virologia Clínica da Sociedade Brasileira de Infectologia. O crescimento se deve, principalmente, ao fato de que as pessoas se aglomeram em lugares fechados e sem ventilação para fugir do frio. "Os agentes transmissores permanecem no ambiente porque não se dissipam no ar, levados pelo vento", diz Fernando Gatti de Menezes, infectologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Ao contrário da crença popular, o choque térmico e o frio não são capazes de desencadear resfriado ou gripe. O resfriado é causado por mais de 200 tipos de vírus, dos quais o rinovírus e o coronavírus são os mais comuns. A gripe é provocada por apenas um vírus, o influenza, que possui variações.

Além do agente infeccioso, as duas doenças se diferenciam pela intensidade dos sintomas e sua duração. O resfriado dura, no máximo, uma semana e manifesta três sinais: coriza, mal-estar e espirro. A gripe, por sua vez, demora de uma a duas semanas para passar e, em acréscimo aos sintomas do resfriado, causa febre acima de 38 graus Celsius, tosse e dores no corpo. A disparidade se deve à ação do influenza, que cai na corrente sanguínea e compromete o pulmão e os músculos, enquanto os vírus causadores do resfriado circulam apenas nas vias aéreas do paciente.

Um resfriado não causa consequências sérias à saúde de uma pessoa. A gripe, por sua vez, debilita o sistema imunológico e facilita a entrada de bactérias no organismo — abre caminho para uma pneumonia, por exemplo. Por isso, o repouso é recomendado nos dias em que os sintomas da gripe estão mais intensos.

Como medida preventiva, o Ministério da Saúde recomenda a vacina da gripe a pessoas com imunidade baixa, como grávidas, crianças de seis meses a cinco anos de idade, idosos com mais de 60 anos, doentes crônicos e mulheres até 45 dias depois do parto.

O tratamento da gripe e do resfriado é focado na medicação dos sintomas. "As duas doenças são combatidas pelo organismo de forma eficiente", afirma o clínico geral Paulo Olzon, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Analgésicos, como a dipirona, e antitérmicos são recomendados apenas na presença de fortes dores musculares e de febre acima de 38 graus Celsius.

Cinco maneiras de evitar gripes e resfriados

Higienizar as mãos

Quando uma pessoa assoa o nariz, um pouco de secreção nasal pode ficar nas suas mãos. Se essa secreção entrar em contato com outras superfícies, como corrimãos e maçanetas, o vírus permanecerá no local por alguns segundos. Assim, caso outro indivíduo toque na região contaminada e leve a mão ao nariz ou ao olho, será infectado. "Depois de utilizar transporte público ou passar por grandes aglomerações, é preciso lavar as mãos com água e sabão", explica o clínico geral Paulo Olzon, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Embora seja mais prático, o álcool em gel não pode ser utilizado como método de higiene, diz o médico. "Esse produto não desinfeta as mãos completamente."

Lavar as narinas com soro fisiológico

A baixa umidade do ar no inverno favorece o ressecamento da mucosa nasal. "O ressecamento diminui a produção de secreção, que possui o anticorpo IgA e ajuda a barrar a entrada dos agentes infecciosos", explica o infectologista Jean Carlo Gorinchteyn, da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo. Esse anticorpo protege o organismo contra infecções virais e bacterianas. Lavar as narinas com soro fisiológico duas vezes ao dia é suficiente.

Evitar aglomerações

Lugares com muitas pessoas, como uma sala de cinema ou um ônibus lotado, favorecem a transmissão do vírus da gripe e do resfriado. Nesses ambientes, fica mais fácil entrar em contato com as secreções e gotículas oriundas de espirros e tosses contaminadas. "Ir ao cinema em horários mais vazios, por exemplo, é uma maneira de evitar o contato com os agentes transmissores da gripe e do resfriado", diz Jean Carlo Gorinchteyn.

Ingerir proteínas

A proteína é o principal nutriente para a produção de anticorpos, que protegem o organismo contra as infecções. Por isso, ter uma dieta balanceada e rica em proteínas, de origem animal ou vegetal — como a soja e o grão-de-bico —, blinda o corpo contra os vírus da gripe e do resfriado.

Manter 1 metro de distância de pessoas gripadas ou resfriadas

A tosse e o espirro são as maneiras mais comuns de transmissão da gripe e do resfriado, porque o doente espalha pelo ambiente gotículas e secreções contaminadas, que podem infectar alguém. "É claro que não é necessário evitar o contato com um indivíduo infectado, mas tentar manter uma distância de até 1 metro dessa pessoa ajuda bastante", diz Fernando Gatti de Menezes, infectologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.


< Voltar
 
Rua 24 de Maio, 77 - Galeria R. Monteiro - Loja 10 - CEP: 01041-001 - São Paulo - SP
Telefone/fax: (11) 3223-2788 E-mail: contato@magnavita.com.br
  Copyright © 2006 - Todos os direitos reservados - Magna Vita Homeopatia e Produtos Naturais