Nesta sessão disponibilizaremos as melhores Dicas de saúde, beleza, bem-estar, qualidade de vida e muito mais.

Tenham uma ótima leitura!
 
   
Notícia - Nutrição ideal para manter o coração sempre forte

Nutrição ideal para manter o coração sempre forte

Prevenir doenças cardiovasculares é fácil: invista numa alimentação rica em alimentos antioxidantes e gorduras boas, acrescente exercícios na agenda e prepare-se para viver com mais saúde.

Dados do Ministério da Saúde advertem: as doenças cardiovasculares são a causa de 33% das mortes no Brasil, o que significa 350 mil óbitos por ano. É verdade que o histórico familiar e o tabagismo ajudam a engrossar essa lista. Entretanto, a alimentação também é importantíssima para quem deseja passar longe do problema. “É inegável a proteção cardiovascular da dieta do Mediterrâneo, por exemplo, que é rica em azeite, peixes, frutas e vegetais.

O mesmo vale para a Dietary Approaches to Stop Hypertension [Abordagens dietéticas para combater a hipertensão] (DASH), que conta com praticamente os mesmos alimentos e ajuda a reduzir o problema”, conta Heno Lopes, cardiologista do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP). Mas o que as dietas DASH e a do Mediterrâneo compartilham em termos nutricionais? Alimentos como o azeite de oliva, por exemplo, contam com ômega- 9.

O poder da oliva

Essa gordura monoinsaturada turbina os índices de HDL (bom colesterol), diminui a inflamação dos vasos e evita que placas gordurosas bloqueiem o fluxo de sangue. Frutas e cereais são fontes de fibras, que sequestram moléculas do colesterol ruim (LDL) no intestino. Para finalizar, o ômega-3 dos peixes derruba os triglicérides e atua positivamente na pressão arterial. “O colesterol pode trabalhar sozinho na formação de placas de gordura, mas a hipertensão também estimula o entupimento dos vasos.

E com vasos estreitos, o coração precisa bombear mais sangue, e o resultado é uma sobrecarga”, lembra o médico cardiologista Lopes. Já quando o assunto são exercícios físicos, um estudo da Universidade da Louisiana (EUA), apontou que suar a camisa entre 10 a 15 minutos todos os dias é o suficiente para fortalecer o coração.

Aqui, o leite integral é um amigo

Muita gente torce o nariz para o leite integral devido à concentração de gordura na bebida. Contudo, hoje se sabe que um tipo específico desse nutriente chamado ácido linoleico conjugado (CLA) pode fazer muito bem ao coração. “O CLA é produzido naturalmente pelas bactérias fermentativas presentes no estômago de animais ruminantes. A maioria dos estudos atribuiu efeitos benéficos na redução de fatores de risco de doenças cardiovasculares, como colesterol e triglicerídeos plasmáticos.

Outras pesquisas demonstram a redução de processos ateroscleróticos”, lista Wânia Monteiro, nutricionista especialista em Nutrição Clínica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Como o CLA está presente justamente na gordura dos laticínios, alimentos desnatados não contam com seus benefícios. Sendo assim, a dica é preservar o leite integral na dieta e deixar de lado alimentos realmente ricos em gorduras saturadas, como embutidos, frituras e carnes gordurosas. “Por exemplo, o leite tem bem menos gordura que a picanha”, exemplifica Heno Lopes, cardiologista do Incor.

Outro motivo para não recusar um copo de leite atende pelo nome de cálcio. O mineral é capaz de bloquear o estoque de gordura – fator de risco para problemas cardiovasculares – e também previne a hipertensão. “Há relatos de que o aumento na ingestão de cálcio atenua a sensibilidade do organismo ao sal, reduzindo a pressão arterial sanguínea, principalmente em indivíduos hipertensos”, pontua a especialista Wânia.


< Voltar
 
Rua 24 de Maio, 77 - Galeria R. Monteiro - Loja 10 - CEP: 01041-001 - São Paulo - SP
Telefone/fax: (11) 3223-2788 E-mail: contato@magnavita.com.br
  Copyright © 2006 - Todos os direitos reservados - Magna Vita Homeopatia e Produtos Naturais