Nesta sessão disponibilizaremos as melhores Dicas de saúde, beleza, bem-estar, qualidade de vida e muito mais.

Tenham uma ótima leitura!
 
   
Notícia - Você sofre de má digestão? Saiba como amenizar esse desconforto

Você sofre de má digestão? Saiba como amenizar esse desconforto

Estômago pesado, arrotos, gases e distensão abdominal são problemas comuns nos dias mais quentes, quando a comida parece demorar mais para se digerida. No verão, as pessoas suam mais e perdem mais líquidos, essenciais para facilitar a dissolução dos alimentos no estômago e evitar a prisão de ventre. É por isso que neste período, em especial, é importante ter cuidado com a digestão e seguir a risca a recomendação de tomar entre 1,5 a 2 litros por dia (para um adulto saudável).

Se desconfortos transitórios podem ser combatidos com alguns cuidados com a dieta, sintomas como náusea, vômito, dor de estômago e queimação valem uma investigação mais aprofundada, pois podem indicar a presença de doenças. Nestes casos, antes de "crucificar" a batata fria com cerveja na praia, vale ir ao médico.

"É importante identificar se a má digestão não está associada a um evento clínico como gastrite ou refluxo gastresofágico. Isso porque, mesmo alguns alimentos sendo ‘indigestos’, muitas pessoas podem apresentar boa aceitação dos mesmos, não sendo necessária a ausência do consumo", alerta Maristela Bassi Strufaldi, nutricionista da Associação Diabetes Brasil (ADJ).

Mesmo em pessoas saudáveis, porém, o que se põe no prato pode interferir positivamente ou negativamente na digestão. Isso acontece porque, no calor, nosso organismo tenta equilibrar a sua temperatura interna com a externa, evitando um ‘superaquecimento’ que poderia acarretar sérios danos às várias funções fisiológicas.

"A digestão é um dos processos metabólicos que mais geram calor; sendo assim, durante as épocas mais quentes do ano procuramos ingerir alimentos que conhecemos como mais leves, que são aqueles que têm a digestão facilitada, assim nos sentimos menos indispostos e pesados", explica a nutricionista Alessandra Luglio, consultora da Hero Nutritionals.

Além de uma refeição leve, é essencial sempre mastigar bem os alimentos, em qualquer época do ano. "Mastigar é muito importante para a digestão. Se a pessoa come correndo, demora mais para digerir o alimento no estômago, que acaba fazendo o trabalho que os dentes não fizeram. Portanto, mesmo os alimentos mais leves, se não forem bem mastigados, podem ter digestão mais difícil", explica a gastroenterologista Maria do Carmo Friche Passos, professora da faculdade de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e membro-titular da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG).

Entre os alimentos considerados leves estão os carboidratos, principalmente os cereais e os tubérculos (como batata e mandioca), as frutas e os vegetais. Deve-se evitar comer alimentos gordurosos e frituras todos os dias, pois sua digestão é mais lenta. "Até para quem é muito saudável, comer gorduras e frituras pesa. Uma feijoada, por exemplo, demora 3 horas para ser digerida", diz Passos.

No calor do verão, então, imagina o estrago que um torresmo pode fazer. "O excesso de gordura e açúcar atrapalham a digestão, e com isso você sente muito sono e muito mais cansado", frisa a nutricionista Paula Fernandes Castilho, diretora da Sabor Integral Consultoria em Nutrição.

Outra dica é fracionar as refeições – algo já muito falado, mas pouco seguido. Comer muito de uma única vez dificulta a digestão e pode causar um mal-estar. "Até mesmo um alimento leve como a maçã, se comermos cinco de uma vez, vai pesar no estômago", explica a professora da UFMG.

Dicas para uma boa digestão:

- Evite beber durante as refeições. Aguarde 30 minutos para ingerir líquidos, pois eles diluem o ácido clorídrico, fundamental para o processo digestivo Fora do horário das refeições, beba muito líquido como água, sucos naturais e água de coco, pois ajudam a digestão. O ideal (para pessoas saudáveis) é ingerir entre 1,5 a 2 litros por dia.

- Mastigue devagar. Sem mastigar direito, o estômago e o intestino são sobrecarregados e têm dificuldades para absorver os nutrientes e produzir minerais essenciais, como o zinco, podendo gerar gases, abdome estendido e dificuldade para evacuar.

- Fracione as refeições, comendo pequenas quantias de três em três horas. Isso faz com que o metabolismo mantenha-se ativo. Durante o dia, devem ser realizadas de cinco a seis refeições.

- Evite fazer refeições pesadas antes de dormir, pois durante o sono a digestão é mais lenta.

- Na hora de temperar saladas, prefira o azeite de oliva e o óleo de linhaça. Eles são ricos em ômega 3, 6, e 9, elementos que auxiliam o intestino a funcionar melhor, favorecendo o processo digestivo

- Coma alimentos fontes de zinco, como cereais integrais, castanhas e frutos do mar. Esse mineral participa da formação de mais de 25 enzimas que atuam na digestão e no metabolismo, principalmente o de proteínas.


< Voltar
 
Rua 24 de Maio, 77 - Galeria R. Monteiro - Loja 10 - CEP: 01041-001 - São Paulo - SP
Telefone/fax: (11) 3223-2788 E-mail: contato@magnavita.com.br
  Copyright © 2006 - Todos os direitos reservados - Magna Vita Homeopatia e Produtos Naturais